Pinhal Grande Decreta Situação de Emergência em virtude da Estiagem

07 janeiro 2022

O Prefeito Lucas Michelon assinou na última Quarta-Feira, dia 5 de Janeiro, o DECRETO DE SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA no município de Pinhal Grande, em virtude da estiagem. O decreto foi assinado após um levantamento de perdas, realizado pela Secretaria da Agricultura através do Secretário Giovani Barbieri, da Secretaria de Obras através do Secretário Lourenço Scapin e também do responsável pela Defesa Civil do município Oclécio Uliana, juntamente com a cooperação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, escritório da Emater de Pinhal Grande e Cooperativas ligadas ao agronegócio.

No levantamento realizado por esse corpo técnico, constam perdas que ultrapassam os 100 MILHÕES DE REAIS no setor AGRÍCOLA no município de Pinhal Grande. Esse relatório que embasou a assinatura do DECRETO está sendo elaborado desde o dia 15 de dezembro quando foi realizada uma reunião do Conselho Municipal da Agricultura, onde por UNANIMIDADE se decidiu por ser feito o levantamento de dados, e consequentemente após isso, tenha sido decretado a Situação de Emergência. Após a reunião do dia 15, foram feitas várias reuniões com representantes do setor agrícola e elaborado os relatórios. Os levantamentos foram concluídos e o decreto assinado, portanto na última quarta-feira 5 de Janeiro.

O carro chefe que puxa os valores para cima, em relação às perdas é a SOJA, onde a estimativa de perdas nesse cultivo é de 40% do plantio. Em torno de 21MIL hectares de soja são cultivados aqui no município de Pinhal Grande, sendo que desses 21MIL cerca de 40% estão perdidos e estima-se uma perda em valores de R$ 85.932.000,00 (Oitenta e cinco milhões novecentos e trinta e dois mil reais). Em relação ao volume a maior perda foi no MILHO GRÃO e no MILHO SILAGEM, onde 70% da produção de ambos também foram perdidas.

Os valores de cada produto agrícola que constam no relatório e que foram praticados para chegar a esse montante, são baseados no Informativo Conjuntural do escritório Municipal da EMATER de Pinhal Grande. Após a definição do decreto, que foi assinado na última quarta-feira 05/01, o município aguarda então, portanto, a homologação do estado que tem alguns dias para vir a Pinhal Grande e fazer as vistorias e depois homologar. Após a homologação do Estado esse decreto possibilita o município a fazer algumas compras e dispensar a licitação para contratos e aquisições de bens necessários as atividades, para de certa forma usar no enfrentamento a essa ESTIAGEM. O decreto possibilita ainda aos agricultores em especial, a renegociação de dívidas do PRONAF e do Pró-Água e também garante a redução do pagamento devido do Imposto sobre a propriedade rural (ITR). Portanto algumas vantagens que o decreto nos trás.

Os valores exatos calculados das perdas na agricultura do município giram em torno de R$ 100.315.184,00 reais, onde ainda somam-se a esses valores, o que o município está gastando para transportar a água para as famílias do interior, sendo que já são 43 famílias que estão recebendo água potável em caminhão pipa do município. É somado a esse valor também, os serviços que as secretarias de AGRICULTURA e de OBRAS estão fazendo com a reabertura de bebedouros e manutenção de redes de distribuição de água potável, sendo que 85 bebedouros foram abertos até agora em 75 propriedades do município.

Com isso, somando-se os gastos que o município tem para transportar a água, com a manutenção das redes de água potável e também para abertura de bebedouros são R$ 144.458,00 que somados com aqueles R$ 100.315.184,00 reais, totalizam 100.459.642,00 reais de perdas no município de Pinhal Grande.

“A situação é bastante complicada, porque são mais de 100 milhões de reais que deixam de circular na economia do nosso município e da nossa região em virtude da ESTIAGEM, mas nós não estamos medindo esforços para pelo menos solucionar a questão do racionamento e a falta de água potável aqui no município de Pinhal Grande, com a PERFURAÇÃO de novos POÇOS, com a abertura de novos BEBEDOUROS e a limpeza de AÇUDES para amenizar a falta de água no campo. Salientamos também que nos próximos dias vamos perfurar um novo poço artesiano no bairro Limeira e vamos aguardar a homologação do Decreto pelo estado para perfurar mais POÇOS e realizar novas REDES de água potável, para levar água às famílias que estão sendo afetadas com o racionamento”. Comenta o Prefeito Lucas Michelon.

CHUVAS

De acordo com o levantamento feito pela EMATER, os índices de precipitações de chuvas acumuladas no município de Pinhal Grande, do dia 4 de outubro até o dia 20 de Dezembro de 2021 foram de 192 mm, sendo muito mal distribuídas e bem abaixo da média para esse período do ano.